Sobre a Fundadora

fundadora bebeCanguru3Biografia de Luciene Godoy

Nome: Luciene Godoy Lima Ferraz
Nascimento: 28/09/1958 em Caldas Novas – Goiás, Brasil.
Nacionalidade: Brasileira
Atividades: Psicanalista, educadora, escritora e palestrante. Fundadora e presidente do Projeto Bebê Canguru.

Luciene Godoy é psicanalista lacaniana, graduada em pedagogia pela Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e pós-graduada em língua Inglesa pela UCG.

Mestre em Metodologia de Ensino de Inglês, pela UFG. Proficiency in English pela University of Cambridge.

Curso de especialização em Psicanálise pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Estuda a “Clínica da Psicanálise para o Século XXI” com o psicanalista Jorge Forbes no Instituto da Psicanálise Lacaniana (IPLA) em São Paulo.

Participou da Clínica do Centro de Estudos do Genoma Humano da Universidade de São Paulo (CEGH-USP).

É articulista no jornal O Popular, de Goiânia (GO), desde 2010. A partir de 2013 tornou-se coordenadora da coluna de psicanálise Divã do Popular.

Pesquisa desde 1999 os fenômenos do apaixonamento adulto em suas ligações com a relação mãe-bebê, do nascimento aos seis anos de idade.

Pesquisa a cultura esquimó Netsilik, no que se refere ao seu processo de “maternagem” – cuidado dedicado ao bebê no primeiro ano de vida, uma das fontes para as propostas do tratamento Canguru.

Conduz pesquisas de campo com mães que “canguruzam” seus filhos para comprovação teórica.

Profere palestras e ministra regularmente aulas para “Cursos de Gestantes” nas quais busca conscientizar as jovens mamães e papais dos grandes ganhos da exterogestação e incentivar o uso da Bolsa Canguru.

Trabalha como voluntária e colaboradora no Hospital e Maternidade Dona Íris (HMDI), em parceria com a equipe da UTI Neonatal que utiliza o Método Canguru, onde também busca incentivar o uso do método para crianças nascidas a termo.

Fundou no começo de 2014 o Projeto Bebê Canguru para divulgar a necessidade que o ser humano tem de passar pelo Desmame-do-Corpo-da-Mãe. Conceito proveniente das elaborações teóricas do psicanalista Jacques Lacan em seu texto "O Complexo do Desmame" e do Seminário Livro X - A Angústia..

Luciene Godoy
Psicanalista

 

Quem somos nós, os "Cangurus"

quemsomos BebeCanguruSeres humanos que, sabendo da imensa necessidade que o bebê humano tem do corpo da mãe nos primeiros meses de vida, querem lutar para que esse "presente precioso" possa se tornar uma tradição em nossa cultura: bebês colados ao corpo materno - e de outros adultos - em bolsinhas cangurus.

Somos um grupo de analistas que quer passar ao mundo, por todos os meios ao nosso dispor, o fato corriqueiramente conhecido na biologia, que o ser humano nasce em estado prematuro aos nove meses de idade, e que, assim sendo, temos necessidade de uma "extero-gestação" que segue a "útero-gestação".

Queremos disseminar as informações obtidas nas pesquisas da analista e articulista da coluna "Divã do Popular", Luciene Godoy, sobre o processo de separação mãe-bebê que trata do "Complexo de Desmame" – desmame do corpo da mãe e não o do aleitamento.

Queremos também de forma intensa e resoluta apoiar em várias ações o nosso apoio irrestrito ao "Método Canguru", definido como modelo de assistência perinatal e que é uma política pública de saúde do Ministério da Saúde.

O que sustentamos é que todo o bebê humano necessita do tratamento canguru. Eles não têm ainda condições de perder completamente o corpo da mãe. As consequências que se dão por essa falta é do que queremos falar mais e melhor nesse site.

O que é

oqueeO Projeto Bebê Canguru está sendo construído para disseminar de maneira simples, clara e útil informações ligadas a necessidade que o bebê humano tem do corpo materno (e dos adultos que quiserem) nos primeiros 6 meses de vida. Queremos veicular informações sobre os imensos ganhos que têm os bebês que são cuidados dessa forma. Também, e surpreendentemente, os incomensuráveis ganhos das mães que praticam o método Canguru.

Em sua pesquisa sobre o processo de maternagem – é como nomeamos o cuidado dedicado à criança nos primeiros meses de vida – a psicanalista Luciene Godoy faz um estudo comparativo entre três culturas: uma que recebe o bebê colado ao corpo materno (os esquimós Netsilik), uma que recebe o bebê de forma bruta e agressiva (os Mundugumor de Nova Guiné) e a nossa própria cultura. Vamos ver que tipo de cultura cada tipo de maternagem produz? Este projeto só chegará ao seu objetivo final quando conseguir demonstrar a ligação direta entre a angústia, sofrimento intenso, persistente e generalizado em nossa cultura com a perda do corpo da mãe.

Conheça o Bebê Canguru

Como adquirir a Bolsa Canguru para o seu Bebê!

Clique no botão ao lado enviar uma mensagem ou entre em contato através de nossos fone: 8139.7777

Entrar em Contato